sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Tá tudo tão bom!

"M eu coração,
não sei por que,
bate feliz
quando te vê!
E os meus olhos ficam sorrindo
e pelas ruas vão te seguindo..."

"A mar é quando não dá mais pra disfarçar;
tudo muda de valor,
tudo faz lembrar você...
(...)
Suspirar sem perceber,
respirar o ar que é você;
acordar sorrindo,
ter o dia todo pra te ver..."





- Devo estar com algum problema mais sério.

Acordei com essas duas músicas martelando na minha cabeça...

Frio na barriga, sensação boa...

Constatei também umas borboletinhas fazendo festa aqui no meu estômago...

Sei lá o que está acontecendo comigo agora, mas sei que é bom... parece ser saudável dessa vez.

Também não estou interessada em tentar definir coisa alguma.

Quero viver isso. E só.

Hoje eu quero, mais do que nunca, admirar com toda a calma do mundo o sorriso que me faz bem; corresponder o tímido olhar que às vezes também parece se pegar surpreso, me olhando...

Quero deixar o meu coração decidir o que tem que ser feito. A autenticidade dele é incrivelmente mais sábia do que eu pude supor um dia. Já tentei colocar razão demais onde ela nunca coube de fato. Hoje eu sei que cada um, razão e coração, têm seu espaço adequado e só dá problema, definitivamente, quando um tenta entrar no espaço do outro. Com toda certeza, meu coração sabe o que fazer!

Um comentário:

  1. Ola Rosi!
    Temum presentinho para vc no meu blog!
    Ve la !
    Beijos!

    ResponderExcluir

Quer falar? À vontade!